Vídeo – Resumo da CRIA 2016

A CRIA 2016 contou com a participação de 453 alunos de escolas do ensino médio e técnico de todo o Brasil. Apenas seis alunos foram selecionados para a grande final durante o Rio Info 2016. Assista o vídeo e veja como foi!

DISPONIBILIZADAS AS QUESTÕES DA FINAL

A exemplo do que já havia sido feito na etapa classificatória, estão agora também disponíveis todas as questões da final da CRIA no ambiente do Run.Codes. Com os mesmos usuários e senhas qualquer competidor pode acessar o ambiente e tentar resolver estas questões. Voce já pode começar a se preparar para a CRIA 2017 !

Estudante de Alagoas vence a CRIA 2016

Marcio Girão (Fenainfo), Eduardo Lúcio (vencedor da CRIA 2016), Prof. Heitor Barros (Ifal Arapiraca) e John Forman (TI Rio)

O estudante Eduardo Lúcio, 16 anos, do 3º ano do ensino médio do Instituto Federal de Alagoas – Campus Arapiraca, foi o vencedor da Copa Rio Info de Algoritmo – CRIA 2016, promovida pelo Sindicato das Empresas de Informática do Rio de Janeiro (TI Rio) e pela Federação das Empresas de Informática (Fenainfo).

Este ano a CRIA recebeu 453 inscrições de alunos de escolas de ensino médio e técnico de vários estados brasileiros, que passaram por uma etapa classificatória. Desses, seis finalistas foram selecionados: três estudantes de escolas de Minas Gerais, e os demais de Alagoas, Espírito Santo e Paraná.

Eduardo foi o único estudante do estado de Alagoas a chegar à etapa final. “A prova foi razoavelmente tranquila. Mas achei algumas questões mais complexas. Já foi muito bom só de ter chegado até a final”, afirma o vencedor da competição, que pretende seguir a carreira na engenharia de computação.

Segundo o professor Heitor Barros, que acompanha o aluno, cerca de dez estudantes da escola se inscreveram. “Os alunos que se inscreveram receberam suporte da coordenação de professores. Eles se organizaram e criaram grupos de estudo. Muito foi mérito deles, que procuraram estudar, e do Eduardo, que é um aluno nota dez”.

O estudante Caio Tácito Borges da Costa, 16, que participou pela segunda vez do CRIA, conquistou, pela segunda vez consecutiva, o segundo lugar na competição. “Achei este ano mais difícil, ainda mais porque não temos mais a ajuda dos outros colegas da equipe. Este ano concluo o ensino médio e não poderei participar mais, mas valeu a pena. Foi um grande desafio”, afirma o jovem, que, apesar de se interessar pela área de informática, pretende seguir a carreira de engenharia aeroespacial.

Mulher na TI

A única estudante mulher na final, Sofia Mitie Bello, também de 16 anos, foi também a única que conseguiu completar as nove questões propostas integralmente na primeira etapa da competição. Para o quinto lugar na final, explica: “Me confundi ao usar a biblioteca (conjunto de funções pré-definidas) e fiquei um pouco nervosa”, afirma a estudante que sempre gostou da área de exatas, lógica e programação e pretende seguir a carreira de engenharia biomédica.

Segundo Sofia, além dela, apenas outra colega da escola fez a prova da primeira etapa do CRIA. “Acho que as mulheres imaginam que vão encontrar apenas homens nos cursos da área de tecnologia, por isso, talvez, não se interessem muito. Mas creio que isso vai mudar e mais mulheres vão se interessar pela área”, diz a estudante.

Novo formato

Segundo o coordenador da CRIA, John Forman, este ano a competição ganhou um novo formato.  “As competições este ano passaram a ser individuais, e não mais por equipes, o que permitiu que as escolas inscrevessem quantos alunos quisessem”.

Outra novidade foi a correção computadorizada de todas as provas por meio da plataforma Run.codes, com base nos algoritmos desenvolvidos no Portugol Studio, um ambiente para aprender a programar, voltado para os iniciantes em programação que falam o idioma português. Forman destaca que o Portugol Studio, software desenvolvido pela Univali, pode ser baixado gratuitamente em http://lite.acad.univali.br/portugol/.

Os resultados de cada questão finalizada foram divulgados pela primeira vez online durante a realização das provas pelos alunos.

Veja a classificação final:

1º lugar – Eduardo Lúcio, do Instituto Federal de Alagoas – Campus Arapiraca (professor responsável: Heitor Barros)

2º lugar – Caio Tacito Borges da Costa, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais – Campus Ouro Preto (professor responsável: Osvaldo Novais Júnior)

3º lugar – Vitor Rodarte Ricoy, do Cefet-MG – Campus 2 Belo Horizonte (professor responsável: Sandro Renato Dias)

4º lugar – André Louzada Colodette, do Instituto Federal do Espírito Santo – Campus Cachoeiro de Itapemirim (professor responsável: Rafael Vargas)

5º lugar – Sophia Mitie Bello Suzuki, do Instituto Federal do Paraná – Campus Irati (professor responsável: Cleverson Sebastião)

6º lugar – João Pedro Ribeiro Viana, do Cefet-MG – Campus Divinópolis (professor responsável: Alisson Marques da Silva)

Acompanhe a Final online!

Conforme previamente anunciado, os resultados da etapa final da CRIA poderão ser acompanhados através do link http://cria2016.run.codes/ (atualizações a cada 2 minutos). Assim, neste dia 6 de julho de 2016, entre 9h e 12h (horário de Brasília), veja a pontuação conquistada pelos 6 finalistas conforme eles forem fazendo as Entregas de cada questão.

É importante esclarecer que a classificação nesta etapa final vai considerar o somatório da pontuação obtida em todas as questões. Além disto, caso 2 alunos alcancem a mesma pontuação, será considerado como melhor aquele que tiver feito sua última Entrega mais cedo (antes do outro aluno). Se ainda assim houver empate, então a banca examinadora será convocada para analisar as respectivas soluções e determinar quais serão melhor avaliadas.

Desejamos uma boa prova para todos os finalistas !

Questões da Classificatória disponibilizadas para treinamento

Uma parte importante de qualquer aprendizado é analisar eventuais erros cometidos para tentar evitar comete-los novamente. Pensando nisto, estamos disponibilizando todas as questões da etapa classificatória como exercícios para treinamento. Todos terão oportunidade de submeter novamente suas soluções e eventualmente aperfeiçoa-las. Alertamos, contudo, para o fato de que alteramos a quantidade de casos de teste e as respectivas entradas e saídas. Com isto, a correção das questões será necessariamente diferente, podendo levar a resultados igualmente diferentes. Mesmo uma questão que tenha sido corrigida com 100% de acerto na etapa classificatória poderá, agora, chegar a um resultado diferente. Uma condição específica do programa que não foi testada então poderá agora ser acionada. Daí a importância das estratégias para o teste de software em equipes profissionais de desenvolvimento de sistemas, ajudando a validar o funcionamento dos programas.

Etapa Classificatória – RESULTADOS

A etapa classificatória da Copa Rio Info de Algoritmos (CRIA) foi realizada no dia 10 de junho, este ano fazendo uso do Run.Codes para corrigir automaticamente as questões propostas. Dentre os 453 alunos que participaram ativamente da etapa, 58% tiveram nota igual ou superior a 50 e vão receber certificados de participação na competição.

A disputa foi acirrada, como nas edições anteriores, havendo um empate na primeiras posições, todos com 98 pontos. Novamente estaremos trazendo uma finalista adicional (total de 6 alunos e seus respectivos professores). Vejam quem são (em ordem alfabética por escola):

CEFET-MG – Campus 2 Belo Horizonte

  • Vitor Rodarte Ricoy
  • Sandro Renato Dias (Professor responsável)

CEFET-MG – Campus Divinópolis

  • João Pedro Ribeiro Viana
  • Alisson Marques da Silva (Professor responsável)

Instituto Federal de Alagoas – Campus Arapiraca

  • Eduardo Lúcio
  • Cledja Rolim (Professora responsável)

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais – Campus Ouro Preto

  • Caio Tacito Borges da Costa
  • Osvaldo Novais Júnior (Professor responsável)

Instituto Federal do Espírito Santo – Campus Cachoeiro de Itapemirim

  • André Louzada Colodette
  • Rafael Vargas Mesquita dos Santos (Professor responsável)

Instituto Federal do Paraná – Campus Irati

  • Sophia Mitie Bello Suzuki
  • Cleverson Sebastião dos Anjos  (Professor responsável)

Merecem destaque o fato da Sophia Mitie Bello Suzuki, única aluna classificada para a final nacional que acontece no Rio de Janeiro, dia 6 de julho, durante o Rio Info 2016, ter sido também a única a ter acertado 9 questões integralmente. Já o aluno Caio Tacito Borges da Costa foi membro da equipe que conquistou o 2o. lugar na CRIA 2015.

O estado de Minas Gerais vem desenvolvendo um trabalho que merece reconhecimento, com 3 escolas na etapa final e tendo viabilizado a participação do maior número de alunos na CRIA (80 no total). A distribuição dos alunos participantes por região do país foi a seguinte:

  • Centro Oeste – 5%
  • Nordeste – 10%
  • Sudeste – 52%
  • Sul – 33%

Os finalistas terão suas despesas de passagem, hospedagem e alimentação custeadas pela organização do evento para participar da final, sendo que este ano eles voltarão a utilizar o Portugol Studio para desenvolver suas soluções, mas com a correção automática via Run.codes ativada também. Na final, contudo, outros critérios além da pontuação total poderão ser considerados, conforme já indicado no regulamento da CRIA.

Esta Copa é uma iniciativa promovida pelo Sindicato das Empresas de Informática do Estado do Rio de Janeiro (TI Rio) e pela Federação Nacional das Empresas de Informática (Fenainfo), contando ainda com o apoio da SBC e Riosoft, buscando fomentar a relação das empresas com as instituições de ensino Médio/Técnico, além de estimular jovens talentos para área de TI e reconhecer o empenho dos professores de TI que atuam no país.

MUDANÇA NO REGULAMENTO

Uma vez que este ano vamos realizar as provas da CRIA fazendo uso do Portugol Studio, estamos nos dando conta de que não haverá mais necessidade de os alunos capricharem na letra ou até mesmo passar a limpo seus algoritmos antes de envia-los para correção. Mais do que isto, trechos de código dos exemplos que estão no Portugol Studio poderão ser consultados e eventualmente copiados e colados para servir de base para uma ou mais respostas. Além disto, estamos planejando as questões da prova para que um número reduzido de alunos consiga resolver todas elas (pode ser que ninguém consiga), até porque precisamos selecionar apenas 5 (cinco) alunos para a final.

Por conta disto tudo, resolvemos alterar o regulamento da CRIA de modo a estipular que as provas, tanto da etapa classificatória como da final, tenham 3 (três) horas de duração. Assim, os itens 4.3 e 4.7 do regulamento foram ajustados para refletir esta mudança.

Acreditamos que esta alteração vai diminuir o esforço ao qual os alunos seriam submetidos se fossem enfrentar uma prova com 4 (quatro) horas de duração, sem nenhum prejuízo para que possam testar seus conhecimentos em iguais condições para todos os competidores.

Agradecemos a compreensão de todos e aproveitamos para já desejar boa prova para todos os inscritos no próximo dia 10 de junho.

Novos exercícios

Desde Domingo (29/maio) foram disponibilizados 5 (cinco) novos exercícios para que os alunos inscritos na CRIA possam continuar praticando para a 1ª etapa classificatória em 10/junho, tendo sido esta a última inclusão de novas atividades. Agora, a plataforma [run.codes] contém  para  treinamento um total de 26 exercícios.

Reta final: Copa Rio Info de Algoritmo recebe inscrições até o dia 30 de maio

Até o próximo dia 30 de maio estão abertas as inscrições para participação na Copa Rio Info de Algoritmo (CRIA), uma competição nacional entre estudantes de nível médio e técnico, cujo objetivo é revelar talentos e estimular o interesse dos jovens pela informática. Podem participar escolas do ensino médio/técnico (públicas ou privadas), que ofereçam disciplinas de algoritmos ou programação de computadores para seus alunos. Promovida pelo Sindicato das Empresas de Informática do Rio de Janeiro (TI Rio) e pela Federação das Empresas de Informática (Fenainfo), tem as inscrições são gratuitas.

A etapa final e a premiação ocorrerão durante o Rio Info 2016, com a participação dos cinco alunos, acompanhados de seus professores, com melhores desempenhos na etapa de classificação.  Todas as despesas com a viagem para o Rio de Janeiro serão pagas pela organização do evento.

A etapa classificatória será realizada em 10 de junho, com a final no dia 6 de julho. Todas as escolas participantes e os alunos que alcançarem aproveitamento igual ou superior a 50% na etapa classificatória receberão certificados de participação. O regulamento está disponível no site da CRIA.

Para os alunos já inscritos estão disponíveis sete novos exercícios, que permitem o treino na plataforma até a etapa classificatória em 10 de junho. Recentemente a Univali lançou nova versão do Portugol Studio. Dessa forma, os usuários de versões mais antigas (2.0 ou 2.2) devem desinstalá-las e baixar gratuitamente a nova versão 2.5 direto no Sourceforge (https://sourceforge.net/projects/portugolstudio/?source=directory) ou no site do Portugol Studio (http://lite.acad.univali.br/portugol/). O CRIA vai se basear sempre nas versões mais atuais e avisará se for preciso fazer novas atualizações.

Novos Exercícios e Atualizações

Desde Domingo (8/maio) foram disponibilizados 7 (sete) novos exercícios para que os alunos inscritos na CRIA possam continuar praticando até a etapa classificatória em 10/junho. Agora faltam apenas 31 dias! A turma de Minas esta afiada, pois 4 alunos de uma mesma escola de lá já haviam completado corretamente todos os 13 exercícios disponíveis anteriormente ! Será que eles se manterão na dianteira ? Afinal, treino é treino e prova é prova!

O Run.codes continua melhorando o ambiente de correção automática, tendo ajustado um problema identificado na correção dos exercícios. A Univali também tem lançado novas versões do Portugol Studio, valendo destacar que os usuários de versões mais antigas (2.0 ou 2.2) devem desinstalar estas versões e baixar gratuitamente a nova versão 2.5 direto no Sourceforge (https://sourceforge.net/projects/portugolstudio/?source=directory) ou no site do Portugol Studio (http://lite.acad.univali.br/portugol/). Para a CRIA vamos nos basear sempre as versões mais atuais, avisando sempre que for preciso fazer novas atualizações.